• (51) 3396 9696
  • (51) 98406 2815
  • microcontrol@microcontrol.com.br

Gerenciar Telemetria

Essa aba é utilizada para criar, editar, visualizar e excluir as telemetrias do sistema (vale ressaltar que, para remover uma telemetria do sistema, ela deve estar desvinculada de todos os veículos da plataforma).

Captura de tela de 2016-07-19 17-53-34.png

Para cadastrar uma telemetria, basta ir até a aba Cadastro > Gerenciar telemetrias, clicar no ícone e, logo após, será exibida uma tela com diversas informações a serem preenchidas referentes à telemetria.

Após realizar o preenchimento dos dados, basta clicar no ícone para salvar uma nova telemetria no sistema.

Para remover uma telemetria do sistema, basta acessar a aba Telemetria > Gerenciar telemetria, localizar a telemetria desejada e clicar no ícone que está na coluna Opções (última coluna do grid).

Sim. É possível editar uma telemetria, porém, as únicas opções que podem ser editadas são o nome da telemetria, o ícone da telemetria e o seu sinal sonoro (se irá gerar sinal sonoro ou não). Para editar, basta acessar a aba Telemetria > Gerenciar telemetria, selecionar a telemetria desejada, clicar em 2016-08-03_15-20-12.png e realizar as alterações necessárias.

Captura de tela de 2016-07-26 08-26-08.png

Para filtrar uma telemetria específica, basta acessar Telemetria > Gerenciar telemetria > e ir ao campo Filtrar Captura de tela de 2016-08-30 11-50-01.png. Após realizar esses passos, digite o nome da telemetria que deseja e clique na lupa para filtrar.



Captura de tela de 2016-08-30 11-51-02.png

O tipo de telemetria “Acumula as ocorrências geradas” significa que, ao gerar a telemetria no sistema, ela só poderá acontecer novamente caso for tratada pela central ou pelo cliente, dependendo da forma que foi aplicada.

O tipo de telemetria “Acumula ocorrências enquanto a telemetria for a mesma” significa que, ao gerar a telemetria no sistema, caso ela ocorra constantemente, será gerada apenas uma (acumular), mas, caso pare de ocorrer e volte algum tempo depois, será aberta uma nova telemetria.

Exemplos:

1º caso: existe uma telemetria de velocidade maior que (80km/h) e o veículo passa dessa velocidade e fica constantemente com a velocidade excedida. Nesse caso, a telemetria ficará acumulando e, como ela ainda está ocorrendo, não é possível finalizá-la. Sendo assim, só poderá ser finalizada quando o evento parar de ocorrer.

2º caso: existe uma telemetria de velocidade maior que (80km/h) e o veículo passa dessa velocidade. O sistema irá gerar a telemetria. Se logo após a velocidade for reduzida, o sistema irá liberar a telemetria para ser tratada e, também, caso a velocidade fique maior que (80km/h) novamente, outra telemetria será aberta.

O tipo de telemetria “Acumula ocorrências enquanto a telemetria for a mesma e fecha a ocorrência” significa que, ao gerar a telemetria no sistema, caso ela ocorra constantemente, irá gerar apenas uma (acumular); após parar de ocorrer automaticamente, a telemetria irá fechar.

Exemplos:

1º caso: existe uma telemetria de velocidade maior que (80 km/h) e o veículo passa dessa velocidade, ficando constantemente com a velocidade excedida. A telemetria ficará acumulando e, como a telemetria ainda está ocorrendo, não é possível finalizá-la. Sendo assim, o sistema só irá fechar automaticamente quando parar de ocorrer o evento.

2º caso: existe uma telemetria de velocidade maior que (80 km/h) e o veículo passa dessa velocidade. O sistema irá gerar a telemetria e, se a velocidade for reduzida, o sistema irá fechar a telemetria.

Para realizar essa configuração na telemetria, existe a opção para selecionar quais dias e quais horários específicos. Basta ir à opção seguinte e realizar as devidas configurações.

telemetria-dias

Obs.: as informações anteriores são encontradas na parte inferior da tela no momento da criação da telemetria.

Caso o evento ocorra no horário e no dia selecionados, o sistema irá gerar o alerta.

O campo Comunicação Captura de tela de 2016-08-30 12-01-38.png apresenta os parâmetros que podem ser adicionados para poder gerar uma determinada telemetria, como alimentação desconectada, pânico ativo, ignição ligada, posição inválida, entre outros.




Captura de tela de 2016-08-30 12-03-07.png

Ao criar uma nova telemetria, existe uma aba chamada Velocidade. Nela, há quatro possibilidades, sendo elas:

Comunicação com vel. excedida: o módulo força uma comunicação com o sistema quando alcança a velocidade configurada no próprio equipamento e gera um alerta na plataforma.

Comunicação sem vel. excedida: o módulo força uma comunicação com o sistema quando a velocidade do veículo está menor da configurada no equipamento e gera um alerta na plataforma.

Velocidade maior que (>): quando o equipamento comunica com o sistema e a plataforma identifica uma velocidade maior que a configurada no próprio sistema, é gerado um alerta.

Velocidade menor que (<): quando o equipamento comunica com o sistema e a plataforma identifica uma velocidade menor que a configurada no próprio sistema, é gerado um alerta.




Screenshot32.png

Na aba Telemetria, nós encontramos a aba Entradas, responsável pela realização de telemetrias voltadas a entradas, como, por exemplo, avisos sempre que uma porta se abrir ou toda vez que a buzina do veículo for acionada, entre outras. Assim, tudo o que for acionado por um periférico externo ao equipamento é chamado de Entradas. Caso queira utilizar alguma telemetria que necessite de entradas de seu equipamento, verifique no manual se é possível encontrar tal solução.

Obs.: salientamos que, para que a telemetria de entrada funcione perfeitamente, é necessária uma instalação adequada no veículo.



1.png

As saídas possuem diversas finalidades na plataforma, mas, basicamente, elas ficam em dois estados, sendo eles o ativo e o inativo. Tais saídas têm esses dois estados porque podem ser utilizadas para lógicas diferentes.

Exemplos de utilização:

Saída 1 ativa configurada para bloquear um veículo.

Saída 2 ativa configurada para ativar um buzzer no veículo.

Saída 3 inativada para apagar uma luz na cabine do veículo.

Note que, em todos os exemplos, o equipamento fez algo no veículo, ou seja, as saídas são direcionadas a ativar / desativar itens do veículo.

Screenshot20.png

O sistema entende pontos como todo ponto de referência criado. Nessa aba, é possível criar dois tipos diferentes de telemetria, “dentro do raio do ponto” e “fora do raio do ponto”. Segue um exemplo de cada:

Se você quer ser alertado quando seu veículo sair de um local, basta criar uma telemetria de fora do raio do ponto.

Se você quer ser alertado quando seu veículo entrar em um local, basta criar uma telemetria de dentro do raio do ponto.




2.png

As cercas podem ser desenhadas na aba Perímetros > Gerenciar cerca. Após a cerca ser criada, é possível elaborar uma telemetria dentro ou fora da cerca. Seguem exemplos das duas possibilidades.

Se você quer ser alertado quando seu veículo sair de um local, basta criar uma telemetria de fora da cerca.

Se você quer ser alertado quando seu veículo entrar em um local, basta criar uma telemetria de dentro da cerca.

3.png

Rota no sistema se refere a um trajeto, um caminho predefinido que um veículo deverá passar. Para criar uma rota, basta seguir o passo a passo do item 4.6.2.

Na opção Equipamentos em Telemetria, são listados todos os recursos de telemetrias específicas de vários modelos de equipamentos por fabricante.

Obs.: nem todos os equipamentos homologados na Getrak estão presentes nessa lista, pois nem todos têm telemetrias específicas ou, talvez, a telemetria específica de seu equipamento não tenha sido homologada.

Jornadas em Telemetria é basicamente uma regra que, se for aplicada, o sistema notificará o cliente/central que não existe jornada em andamento para o veículo e que este está com a ignição ligada.

Sim. Um usuário do tipo cliente pode criar telemetrias desde que sejam concedidas as permissões pela Central de Monitoramento.

Tal permissão é dada no momento da criação do usuário ou até mesmo pode ser concedida ao editar um usuário.

82.png

Sim. É possível criar uma telemetria com mais de um parâmetro, mas deve-se ter atenção e observar se o parâmetro utilizado não contradiz os outros selecionados.

Ex.: Telemetria de cerca com os parâmetros dentro da cerca e fora da cerca.

No caso citado, a telemetria nunca ficará ativa, pois o veículo ou está fora ou está dentro da cerca.

Lembramos também que a lógica utilizada na criação de telemetria é de &, ou seja, a telemetria ocorrerá somente se todos os itens forem satisfeitos.





Voltar para Guias
scroll up